Arquivo RAW: O Que é e Quais São As Suas Vantagens

Existem vários formatos de arquivos digitais para nossas imagens. Você provavelmente conhece o JPG, que é o padrão na maioria das câmeras e celulares. Porém, além dele, você vai gostar de conhecer também um formato que permite mais qualidade e controle sobre sua foto: este é o arquivo RAW. Ao comprar uma câmera mais avançada, você normalmente terá a opção de escolher entre os dois.

Ao capturar uma foto, a imagem chega ao sensor onde são feitos alguns ajustes como balanço de branco, contraste, saturação e nitidez sendo comprimida para formar o arquivo JPEG, já no arquivo RAW não existe essa compressão.

O arquivo RAW, é um arquivo nativo que a sua câmera fotográfica captura, também são conhecidos como “negativos digitais”. Exatamente como a sua tradução literal (que seria cru) esse formato de arquivo não sofre qualquer tipo de compressão ou ajuste. Isso faz com que algumas pessoas que utilizam os dois formatos tenham a impressão que o arquivo em JPEG estava “mais bonito” e isso se dá pelo processamento realizado pela câmera para gerar o arquivo, o que já não acontece nos arquivos RAW

O grande benefício do RAW é que ele nos permite interpretar a imagem segundo nosso olhar, enquanto o JPEG têm essa interpretação já realizada pela a câmera.

Utilizando uma analogia em relação as câmeras analógicas, podemos considerar os arquivos RAW como sendo o negativo nas câmeras analógicas enquanto os arquivos JPEG seriam como uma revelação já pronta.

O arquivo RAW possui diferentes extensões de arquivos conforme os fabricantes das câmeras, sendo que em alguma vezes o mesmo fabricante pode possuir diferentes extensões.

Você pode conferir algumas dessa extensões logo abaixo:

Nikon – .nef .nrw

Canon – .cr2 .cwr

Sony – .arw .srf  .sr2

Fuji – .raf

Samsung – .srw

Panasonic – .raw .rw2

Para que você possa processar seus arquivos em RAW, é necessário utilizar software específico das próprias fabricantes, como no caso da Nikon ou Canon, ou você pode fazer isso através dos Softwares Adobe Câmera Raw e Abode Ligthroom.

Essa questão faz com que, toda vez que um fabricante lance uma nova câmera, seja necessário uma atualização nos softwares de processamento para que possam ler esses arquivos. É por este motivo que versões antigas do Lightroom ou do Camera Raw não conseguem abrir arquivos originados de câmeras recém-lançadas.

Apesar o RAW ser um arquivo mais pesado, que pode chegar a ocupar de 2 a 6 vezes mais espaço que o JPEG e precisar ser processado por softwares específicos, não podemos deixar de levar em consideração a grande de ter uma melhor qualidade nos detalhes capturados possibilitando um maior controle de recuperação e informações na hora de fazer a edição de suas fotos.

Escolher o tipo de arquivo a ser utilizado vai depender do objetivo das suas fotos. Se você vai realizar um trabalho, onde não haverá edição nenhuma e você não terá tempo de importar, converter e exportar para o JPEG, o mais indicado é utilizar o formato JPEG. Mas se você irá utilizar qualquer tipo de pós produção, opte pelo RAW pelas as suas vantagens já citadas acima.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.