Como não ter orgulho e não citar em nosso blog um pouco da vida de um dos maiores Fotógrafos Brasileiros com reconhecimento mundial?

Já sabe de quem estamos falando né? Sebastião Ribeiro Salgado Júnior, mais conhecido como Sebastião Salgado, nasceu no ano de 1944 em Aimoré no estado de Minas Gerais, Brasil.

Durante a juventude Sebastião Salgado viveu em Vitória, Espírito Santo e formou-se em economia na Universidade do Espírito Santo em 1968. Fez seu mestrado em economia na Universidade de São Paulo e na Vanderbilt University. Em 1971 terminou seus estudos para doutorado pela Universidade de Paris.

Iniciou sua carreira como fotógrafo profissional apenas em 1973, após uma viagem para África. Em Paris, o fotógrafo trabalhou com as agências de fotografia Sygma, Gamma e Magnum Photos. Na agência Gamma, ele registrou imagens sobre a Revolução dos Cravos. Já na agência Sygma, Sebastião fez a cobertura de vários acontecimentos em mais de vinte países. E na Magnum Photos, ele fez uma sequência de fotos documentais de camponeses latino-americanos.

Seu trabalho é focado nas questões sociais, principalmente as que têm relação ao aspecto econômico. Além disso, o fotógrafo trabalha com as fotos em preto-e-branco. Com seu padrão de fotografias ele se tornou um dos mais venerados fotógrafos da atualidade, na área de fotojornalismo.

188-av-sebastiao-salgado-2

Em 1994, Sebastião Salgado e sua esposa Lélia Wanick Salgado criaram a Amazonas Image, uma agência criada para o trabalho do fotógrafo. Salgado já viajou por mais de cem países para seus projetos fotográficos e publicou diversas obras, como: Outras Américas (1986), Sahel: o homem em agonia (1986), Trabalhadores (1993) e Terra (1997).

Na obra “Outras Américas”, Sebastião Salgado aborda as condições de vida dos latino-americanos. O trabalho foi iniciado em 1977 e demorou anos para ser concluído. Já na obra “Sahel: o homem em agonia”, o autor tratou sobre a seca na região africana do Sahel. E no livro “Terra” o fotógrafo trabalhou com o tema da questão agrária no Brasil.

Ethiopia, 2008
Ethiopia, 2008

Além das obras já mencionadas, Gênesis é um dos trabalhos mais famosos de Sebastião Salgado. Trata-se de um trabalho sobre o nosso planeta, onde ele capturou toda a beleza da natureza e da cultura de povos que continuam vivendo de acordo com suas tradições. O projeto foi iniciado em 2004 e terminado em 2012. Para realizar o trabalho Salgado percorreu mais de 30 países e passou por lugares remotos.

O fotógrafo já recebeu diversos prêmios pelo seu trabalho excepcional, entre eles estão: O Prêmio Príncipe das Artes (1998), o Prêmio Eugene Smith de Fotografia Humanitária, Prêmio World Press Photo, o The Maine Photographic Workshop, o Prêmio Overseas Press Oub oí America, o Alfred Eisenstaedt Award, Prêmio Unesco, entre outros. Além disso, Sebastião Salgado foi eleito membro honorário da Academia Americana de Artes e Ciência nos Estados Unidos.

3

Quanto a sua vida pessoal, Sebastião Salgado é casado com Lélia Wanick Salgado e têm dois filhos, Juliano Ribeiro Salgado e Rodrigo Salgado, que é portador da Síndrome de Down. Em uma entrevista à BBC Brasil, o fotógrafo diz como o nascimento de Rodrigo Salgado mudou sua vida: “Ele me deu uma outra compreensão da vida, outra maneira de eu ver a humanidade, de me situar, de ver outras anomalias”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.